Astrofotografias & Telescópios - Santa Maria/RS - Fone: 0xx55 8111 8192

Principal Astrofotos Satélite R. meteoro Telescópios Fenômenos Santa Maria Contato
12-08-2006 - Aproximação de Marte 2006... a farsa!!!
Em vista da grande quantidade de e-mails recebidos nos últimos dias nos solicitando maiores informações sobre uma suposta "aproximação do Planeta Marte" no dia 27 de Agosto de 2006, divulgada através de uma apresentação em Power Point, elaboramos este pequeno artigo, com objetivo de esclarecer esta farsa.
 
Abaixo, apresentaremos alguns dados concretos que tornam esta aproximação impossível.
 
Na madrugada do dia 27 para 28 de Agosto de 2003, ocorreu a máxima aproximação entre os Planetas Terra e Marte, jamais presenciada pelos astrônomos. Na ocasião o Planeta vermelho chegou a pouco mais de 55 milhões de quilômetros de distância da Terra. O fenômeno astronômico teve enorme repercussão da época, onde telescópios do mundo inteiro estavam voltados para este ponto do céu.  Estas aproximações acontecem durante a oposição (periélio) do Planeta, ou seja, quando ele está completamente oposto ao Sol, visto da Terra. No momento em que o Sol se põe, o Planeta nasce à leste. A cada 26 meses ocorre a oposição de Marte, porém, existe um ciclo de aproximadamente 16 anos onde essas "aproximações" são mais intensas.
 
Tomando como base a mais simples matemática, concluímos em primeira mão que 27 de Agosto de 2003 mais 26 meses, equivale a 27 de Outubro de 2005, exatamente como ocorreu no ano passado. Matematicamente falando, 27 de Dezembro de 2007 será a próxima aproximação. Atualmente Marte está muito próximo do Sol, e só pode ser observado logo após o Sol se pôr, e mesmo assim com muito pouco brilho, devido ao excesso de iluminação da atmosfera ao anoitecer.
 
Segundo o arquivo PPS, durante o "fenômeno", poderíamos enxergar o Planeta do tamanho da Lua Cheia, quando observado à olho nú. Como sabemos, uma aproximação dessas demora meses para ocorrer, por esse motivo já estaríamos enxergando o Planeta com um excelente diâmetro, em vista da proximidade com a data "tão esperada". Vamos novamente aplicar a matemática básica e alguns dados conhecidos sobre os astros. Os dados numéricos serão arredondados, pois nosso objetivo aqui é extremamente didático e esclarecedor.
 
Lua Planeta Marte
Diâmetro Angular Máximo 33 minutos de arco Diâmetro Angular Máximo 25 segundos de arco
Diâmetro Aprox. 3500 Km Diâmetro Aprox. 6800 Lm
Distância  Mínima da Terra Aprox. 380 mil Km Distância Mínima da Terra Aprox. 55,7 milhões de Km
 
Observe que o diâmetro angular de Marte, ou seja, o diâmetro que enxergamos o objeto à olho nú, é quase 80 vezes inferior ao da Lua. É necessário um bom instrumento ótico para observar algum detalhe em Marte. Quando observado à olho nú, enxergamos apenas uma "estrela" alaranjada com um brilho intenso, que se destaca entre as estrelas.
Na montagem ao lado, podemos ter uma idéia do "tamanho" que enxergamos o Planeta Marte a olho nú, quando comparado à Lua.

 
Utilizando os dados da tabela acima, chegamos aos seguintes resultados:

Diâmetro de Marte = 6800 Km, ou seja, aproximadamente 1,95 vezes o diâmetro da Lua, logo, precisaria estar à uma distância 1,95 vezes maior para que apareça com o mesmo diâmetro.

380.000 Km vezes 1,95 equivale a 741.000 Km, ou seja, pouco mais de 75 vezes menor que a mínima distância já vista  (55,7 milhões de Km) entre os dois Planetas, confirmando o diâmetro angular quase 80 vezes inferior ao da Lua.

 
Os cálculos acima são baseados em uma aproximação do Planeta. No dia 27 de Agosto de 2006, Marte estará com um diâmetro angular de 3,6 segundos de arco, ou seja, 550 vezes menor que a Lua Cheia quando observado da Terra.
 
Lembramos que este tipo de mensagem está freqüentemente circulando pela internet, e aconselhamos sempre verificar a FONTE das informações. 
 

Em caso de dúvidas, contate-nos através do e-mail fabricio@colvero.com

www.colvero.com